Category:Barony:Americana, Brazil

From OWbN Anarch Wiki
Jump to: navigation, search

Introdução

Boa noite,

Sei que os textos que vou colocar nessa mensagem não é novidade para muitos de vocês, digo que é até redundante. Entretanto, estou pensando nos novatos que surgiram nos últimos meses. As informações abaixo, serão muito úteis nas noites que virão, muito do que vai acontecer tem origem nos textos abaixo.

Tomei a liberdade de atualizar algumas informações, é sem dúvida um texto logo. Sei que muitas letras juntas causam sono em muitos de vocês mas tomem esse texto como um guia da cidade, tentem ler o máximo que puderem. Eu gravaria uma live e postaria no youtube, só não faço por razões óbvias.

Se mais delongas,

ND


A Cidade de Americana

Americana é um município da Microrregião de Campinas, na Mesorregião de Campinas, no estado de São Paulo, no Brasil. Localiza-se a noroeste da capital do estado, distando desta cerca de 126 quilômetros.

Elevação: 545 m Área: 133,9 km² Tempo: Média de 22 °C População: 209.654 (2010) Organização das Nações Unidas

A cidade é dividida entre Zonas

Zona Vermelha - onde fica a parte mais desigual da cidade, onde o crime é alto e a pobreza é graças ao descaso das autoridades e falta de oportunidade. Recentemente uma empreiteira construiu um enorme parque onde existia uma velha fábrica de tecelagem. O lugar é como um oásis, um alívio para a população tão carente.

Zona Azul - Onde fica a nata da sociedade. Local cheio de condomínios fechados, shoppings e baladas caras. É aqui que grandes negócios são feitos, vidas são decididas e é a área de maior segurança.

Zona Verde - Tida a parte mais bonita da cidade. Cheia de árvores, belas praças, monumentos, museus e paradas culturais como teatro, feiras e o famoso Rodeio de Americana (que começa em junho), é o local de maior circulação à noite. A parte velha e histórica do município.

Zona Amarela - Casas da Cohab, CNHU, Casas populares, assentamentos, condomínios, fabricas e mais fabricas. Essa é a zona onde uma boa parte da população passa suas noites e onde o dinheiro realmente gira.

Locais de interesse Anarquista: Redhead Irish Bar - Local considerado território neutro, onde todo e qualquer anarquista pode se reunir de uma maneira quase civilizada. Assassinatos, desmembramentos, sushis são tidos como uma deselegância extrema e punidos de acordo. Responsável: Duende Verde

Biblioteca Municipal - Outro local abertamente neutro onde qualquer um pode visitar para buscar conhecimento. Os livros tem de serem lidos no local. Responsável: Doriev

Jornal O Liberal - Famoso e único jornal decente da cidade. Sempre trás notícias secretas para a comunidade Anarch na parte dos classificados. Responsável: Bakunim

Rádio A Voz de Americana - Notícias sobre a cidade, denúncias, críticas. Com uma linha de reportagem das antigas, de uma linguagem própria e característica. Responsável: Bakunim

Café Londinium - Uma casa antiga, acolhedora e charmosa, que abriga uma área de leitura, com livros e revistas, outra para café com acesso a computadores para os clientes, que junta o antigo ao novo. Responsável: Montez

Galpão dos Garotos Perdidos - Refúgio seguro para todos aqueles que buscam auxílio. Nenhuma pergunta será feita. Responsável: Oliva Oliveira


ELA - Estado Livre Americana

Como Americana é uma das únicas cidades do Brasil cem por cento anarquista, uma galera se reuniu e resolveu escrever esse guia para que tanto o pessoal novo que está chegando, quanto aos velhões conheçam um pouco mais sobre o lugar que chamamos de lar. Se alguém quiser colaborar com algum material, como aquelas paradas lá que o brother José de Azevedo de Brasília postou uma vez aqui na lista, dá um toque que colocamos aqui!

Antes de começarem a ler é bom a gente avisar que cada autor tem sua própria opinião, muitas delas não compartilhada por todas, entretanto é de direito do autor escrever o que ele quiser, se não concordarem conversem diretamente com o cara.


O Passado

Por Cachorro Louco.

Tudo começou com a Guerra da Secessão lá nos EUA, não vou explicar o que foi isso, procurem no google ou no youtube se quiserem. De qualquer forma, os Sulistas derrotados, putões com a coisa toda, fugiram para o Brasil. O primeiro a chegar aqui foi o coronel William Hutchinson Norris, o cara era ex-senador do Alabama, fascista de carteirinha, trouxe toda a família e uns chegados. O cara era bem rodado, participou da guerra mexicano-americana, guerra civil americana, inclusive seus filhos ganharam umas par de patente dessas tretas todas. Inteligente, utilizou as técnicas de cultivo de algodão de sua terra natal e deu aula para os jecas locais até enricar. A galera lá dos EUA quando ficaram sabendo, vieram pra cá feito paulistas vão comer farofa em Santos em feriado!

Os gringos então montaram fazendas cheias de escravos sendo judiados todos os dias. Esse fator por si só já fez nascer trocentas cidades por esse brasilzão a fora, porém os caras deram uma “sorte” dos diabos: A Cia Paulista prolongou seus trilhos até a porta da fazenda do Coronel. Os próprios Confederados ajudaram na construção dos trilhos de trem. Pronto, agora com a facilidade para escoar seus produtos para o Porto de Santos os caras ficaram ricos, fundam a primeira indústria de tecelagem da região, chamada de Tecelagem Carioba e exploraram que nem louco a mão de obra barata dos coitados da região, principalmente portugueses e mais tarde italianos. Hoje em dia ela virou um museu com um muro muito bom para grafite, o desenho do Coronel Confederado sendo sodomizado por um touro é meu!

Foi nessa época que a gente começou a aparecer por aqui, alguns de nós com o saco cheio da putaria entre a Camarilla e o Sabá dos EUA, outros por terem o cu a prêmio, não importa, esse pessoal se juntou e formou uma gangue que a gente conhece hoje como A Velha Guarda.

Esse povo passou um aperto foda na época, além de pouca gente para se alimentar, era difícil pegar uns caras nas quebradas, sabe como é confederado, os caras tem uma tara por armas de fogo sem igual! Sempre dava merda! Não sei de onde esses caras tiravam tanta munição! Pra piorar tinha um monte de criaturas sobrenaturais que rondavam a região, monstrões mesmo que me fariam mijar nas calças se minha bexiga ainda funcionasse! Mas calma, tem mais merda, a vampirada de Campinas, tudo cigano e judeu, arrumava treta com a gente quase toda a noite!

Os anos foram se passando e com muito suor e sangue, a gente foi pouco a pouco conquistando nosso lugar. O crescimento da indústria e estrada de ferro trouxe mais gente para a região, então de alimento a gente ficou de boa. Com a chegada do Professor, os caras de Campinas nos deram um tempo e pudemos entrar de cabeça nos movimentos anti escravidão, posteriormente nos infiltramos entre os trabalhadores e os ajudamos a conseguirem melhores condições e lutarem pelos seus direitos. Me orgulho dizer que os primeiros embriões do que a seria os sindicatos surgiram das nossas idéias, pena que o Vargas cagou tudo depois...

Já ia me esquecendo, lembram-se da fábrica dos Confederados? Quando a escravidão finalmente escapou, esses fascistas se ferraram grandão, arrumaram dívidas enormes e faliram! Bem feito! Karma demora mas volta para cobrar!

Infelizmente progresso não dá para se impedir e as outras fábricas na época do Vargas ganharam dinheiro e se desenvolveram muito. Na época do advento da ditadura varguista em 1930, eclode a Revolução Constitucionalista contra o regime vigente. Obviamente apoiamos o movimento e vários jovens foram voluntários nesta guerra. Três deles acabaram tombando em Monte Sião, jamais vou esquecer a bravura desses caras!

As décadas de 1960 e 1970 foram marcadas por mais um desenvolvimento da cidade, fazendo com que muitas pessoas viessem a procura de emprego e moradia. Como o território do município é pequeno ele não comportou esse crescimento, e essas pessoas só tiveram a opção de se estabelecer na divisa entre os municípios de Santa Bárbara d'Oeste e Americana, como ninguém sabia exatamente onde começava um município e terminava o outro, acabou gerando muita treta na época. Nenhum município queria assumir a região que ficou conhecida como Zona Vermelha, então não tinha escola, não tinha transporte, não tinha segurança, não tinha porra nenhuma! A Velha Guarda deu um jeito nisso, muitos de nós manjavam de movimentar influências, pois tinham uns parentes que ainda participavam da camarilla, colocamos uns vereadores aqui, tiramos uns ali e rapidinho o problema da divisão foi resolvido e a divisa das cidades foi finalmente fixada e os políticos tiveram de assumir que ali vivia ser humano, não que as coisas melhoraram para esse povo, mas agora eles tinham de quem cobrar! A avenida que serve como divisa entre as duas cidades, recebeu o nome de Avenida da Amizade. Eu queria Avenida de Gaza, mas fui voto vencido!

A década de 1990 foi marcada pela crise no setor têxtil. A principal causa foram as importações de tecidos de baixo custo dos chinas, criando uma concorrência desleal com as nossas. Os Ching ling é foda, utilizam trabalho infantil escravo. Não comprem nada desses porcos!

A crise só não foi pior porque a cidade já passava por um processo de diversificação da economia, processo que aumentou nos anos seguintes. Hoje, apesar de a indústria têxtil ainda ter presença marcante, a cidade se destaca em outros setores de produção, como metalúrgico, químico e alimentício; os serviços também crescem.

Mais ou menos nessa época alguém teve a ideia de fazer a festa do peão de Boiadeiro em americana. Ninguém imaginou que o negócio ia ser tão grande e fosse virar tradição da cidade! Desde então todo mês de junho ocorre a festa, vem gente pra caralho para a cidade, então fica esperto, pois é quando nossas defesas estão mais fracas. Sempre dá merda, sempre. Já tentamos acabar com isso diversas vezes, mas depois do massacre de 1997, não tivemos mais pessoas para manter a pressão. Hoje esse vento virou um ícone nacional ao lado de Barretos e Jaguariúna. Nem rola mais tentar acabar!

Já que toquei no assunto, deixa-me contar sobre o massacre de 97. Lembra que contei lá no começo que nossa primeira e mais forte gangue era conhecida como Velha Guarda? Que os caras estavam envolvidos em diversas tretas, principalmente com os outros seres sobrenaturais? Na década de oitenta os caras adotaram uma postura de intolerância, viraram uns fascistas filhos das putas e decidiram acabar com toda criatura sobrenatural da região. Sei lá se esses cornos andaram bebendo sangue estragado ou seus motivos, a treta foi forte. Eles tinham uns discursos humanistas, uma utopia que aliado ao carisma do líder deles, fez com que a maior parte da molecada ficasse do lado dos caras. Então começou as mortes. Primeiro eles pegaram as fadas (é sério, juro), depois os feiticeiros, monstrões e lá para o final da década conseguiram expulsar os metamorfos. Sim, eu disse que os caras eram fortes!

Com a vitória que tiveram, os lazarentos resolveram se intitular barões e cismaram que nós tínhamos de obedecê-los. Não preciso dizer que isso gerou guerra. Nosso lado era bem mais fraco, mas como os fascistas ainda não estavam 100% devido à treta com os Licantropos, a gente ficou em um impasse. Morria gente dos dois lados, mas tinha certo equilíbrio, era mais ou menos pau a pau. Isso mudou quando os lobos resolveram que não valia a pena lutar e foram embora. A coisa ficou feia, muito feia. Perdi muita gente que eu chamava de irmão, muitos Brothers. Em certa altura do conflito os caras da Velha Guarda piraram de vez e começaram a se alimentar de nosso sangue. Agora eles não só matavam, eles literalmente nos sugavam.

Era desesperador, os caras eram muito fortes, mais organizados e bem mais sacanas. Anarquista não é famoso por ser organizados, somos caóticos demais, independentes demais, demoramos demais para tomar decisões, discutimos demais, agíamos de menos. O Professor era o único que nos mantinha unidos e vagamente organizados, nosso destino já tava traçado, não tinha como! Uma galera fugiu, outros correram pras outras seitas. Então veio 1997 e os caras da Velha Guarda sumiram!

Até hoje a gente procura saber o que aconteceu, muita gente investigou, muitas teorias apareceram. Em minha opinião acredito que foi O Professor que deu um jeito de se aliar à recém-formada Camarilla de Campinas e com a ajuda dos anciões de lá, destruíram a Velha Guarda. Essa minha teoria tem lógica pois O Professor virou Barão depois disso e firmou uma aliança que durou mais de uma década com a Camarilla. Fora uns conflitos isolados, o Movimento era de boa com os Camarilla, teve umas tretas na época que o principezinho deles, um tal de Aguena veio cantar de galo pro nosso lado, mas de resto foi de boa. Ficamos na nossa e eles na dele. Então veio os Setitas.

Mermão vou te falar uma coisa, se o capeta tem nome, esse nome é Seth! Está para existir bichos mais lazarentos nesse mundo! Nem o sabá, aqueles porcos fanáticos religiosos, gosta deles! Se vocês tiverem condições, matem o máximo deles que puderem! Sério, não estou sendo intolerante, é verdade mesmo, os caras são do mal! Dito isso, me deixa contar o que esses filhos das putas fizeram conosco!

Como eu disse a gente tava meio que num love com a Camarilla, muitos de nós achavam isso uma puta putaria do caralho e logicamente reclamavam pra caralho, entretanto, todos respeitavam O Professor. Vou dizer para vocês o cara era de responsa. Tu podias nem concordar com ele, não aprovar suas ações, o chamar de coxinha, de vendido, mas ninguém podia negar que o cara nos unia. A gente era bem organizado, tinha uma porção de gangues na época, cada uma na sua ideologia, cada uma na sua facção. Mas quando dava merda, O Professor conseguia unir toda essa galera em uma só bandeira. Era bonito de se ver, radicais, guerrilheiro, moderados, Legalistas, todos trabalhando juntos para um objetivo. Éramos poderosos, éramos temidos, éramos picas das galáxias! Então surgiu um sujeitinho chamado Jean Ramirez...

De início o cara era gente boa, chegou como não quer nada, ajudou a gente em umas paradas, deu suporte para os irmãos em umas tretas, deu uns toques interessantes ali e acolá. A galera não se ligou nas suas intenções até ser tarde demais. Porra, até O Professor acreditou nesse traidor! Mais tarde descobrimos que ele nos manipulou desde o inicio, fomos inocentes e pagamos por isso com sangue!

O cara tinha infiltrado um setita em cada uma de nossas gangues, muitas delas tinham cobras como líderes. Nesse cenário ficou fácil para ele capturar a maioria dos membros do movimento e sacrificá-los em um ritual para seu deus Seth, uma das vítimas foi o próprio Professor, sacrificado em um altar de sangue junto com diversos anciões da Camarilla. Um dia negro o qual até hoje não nos recuperamos, por isso somos tão poucos, por isso somos tão desunidos, tão mesquinhos e tão paus no cu! Não temos mais nosso guia para nos unir, para organizar nossas ideias, para fazer a gente voltar a ser um Estado Livre e forte! Por isso eu digo, não confiem em setitas, eles são todos ruins!


O Presente Por Hiroshima

Vou contar pra vocês sobre o movimento anarquista atual, qual é a cara do Estado Livre Americana, um pouco de nossa luta recente e o nome dos parceiros que tu pode contar quando o bagulho ficar louco pro seu lado!

Só pra deixar claro, não sou das antiga e nem sou de americana. Eu era lá de Campo Limpo Paulista, eu e minha irmã e o parça Cabeleira vivíamos enchendo o saco dos camarilla de lá. A gente queria expor as merdas que eles faz, esses lance deles dominarem as ovelhinhas para elas nem perceberem que são escravas. Cabelera mesmo fazia um trampo de responsa distribuindo uns panfreto irado nos encontro dos camarilla, tem de ter pica pra entrar num elísio e dizer na cara do príncipe umas verdade!

Mais tarde o Doriev veio pro movimento se libertano dos pau no cu, no início a gente achava que ele era pó de arroz mas o cara é do movimento mesmo! Levou um tempo pra gente perceber isso mas o truta não é que nem o Castro lá tá ligado?

Voltando antes que eu comece a falar mal desse cara, esse papo me incomoda e cês não tem nada com isso, bagulho aqui é pra explicar o ELA e não o vendido pau no cu. Então, como eu tava dizendo, nós era de Campo limpo. Depois de um tempo a gente percebeu que tinha uns par de camarada que também era do movimento, mas a gente tava espalhado pra caralho! A gente achou o Cachorro louco pedindo esmola em Sousas, o RIP perdido em Campinas, o drogadão Sidão e uns outro que não vou citar aqui mas mora no meu coração! A gente começou a frequentar o Bar do Will em Americana. Começo era só nós e uns gato pingado da cidade que iam e vinham, a gente nem podia ser chamado de Movimento Anarquista de tão largado que a gente era como grupo. Mas era bacana trocar idéia, falar das coisa errada e das atitude que tinhamo de tomar pra melhorá as coisa. A gente era de boa, na nossa.

Então os camarilla começaro a pesar na nossa! Primeiro vieram com um papinho que nós tinha invadido o território deles. Foda que eu conheço todo mundo e ninguém que eu conhecia sabia dessa parada de invadir território! Porra, a gente era tão pouco, nem se a gente quisesse a gente invadia território! Então veio a Azeitona cagou no pau, não sei até hoje direito o que aconteceu, cada um conta uma história diferente mas em resumo, o mano Crash morreu por uma cagada dela e um camarilla pau no cu quase foi pro saco também! A Camarilla caiu matando em cima da gente, falou que nós era macomunado com os chupa rola de caim...

Mermão, virou uma bola de neve. Até caminhão de bosta explodindo no centro de Jundiaí teve! Mano esse dia foi loco! Mas a gente ficava só no bate boca, ninguém partia pra cima nas violência. Mas porra, tem que ter um filho da puta pra foder tudo sempre! O nome desse puto era Marcelo Renano! Esse cara era tipo xerife dos camarilla tá ligado? O principezinho dele, o tal de KD, um pau no cu de marca maior, mandou ele cuidar do problema anarquista e o que esse puto fez? Massacrou 4 dos nossos camaradas a sangue frio! Sidão e a gangue dele inteira rodou na mão desse merda!

No auge da treta, Cabelera tenta reuniar a galera do movimento, acho que ele sentiu que a gente tava espalhado demais. Então ele e o RIP organizaram o primeiro encontro anarquista de americana. Veio gente da puta que o pariu, gente pra caralho! Nunca vi tanto anarquista junto! É gente demais para listar de cabeça. Essa reunião foi foda, bagulho foi tão tenso que teve duas mortes! Depois que acabou um monte de anarquista decidiu ficar, Duende Verde, Pendragon, Magaiver, Jean lucio Matado, Bakunin e um carinha lá cheio da grana que num lembro o nome... junto com esse pessoal a gente fundou o Estado Livre Americana e partimos pra cima da camarilla.

Não vai pensando que foi bonito, esse lance de organização não é nossa praia, anark que é anark tem sua própria cabeça, então cada um de nós sozinho fez alguma coisa para resolver a situação. Não dá para contar tudo que rolou pois mesmo eu não sei de tudo. Pensando agora a gente raramente conversa e troca idéia hahahah...

Depois que o gringo lá hackeou TODOS os email das camarilla e postou o manifesto, ação que achei foda pra caralho e que paguei um pau, a Azeitona organizou sua gangue e cercou a cidade de Americana. Os homens dela tinham a ordem de sapecar qualquer um que não fosse anarquista. Quando eu vi isso eu achei que a camarilla ia vim em peso pra cima de nós mas eles meio que cagaram pra isso... Estranho.

Então teve uma segunda reunião de anarquistas. Pensa num bagulho loco, mano defendia suas idéia com unhas e dentes, até a velhaca da Jamile tava presente, mano, o Robin Hood colou na parada, sério velho eu juro! Tô inventando não, pergunta pros caras! Ouvi que a Azeitona também apareceu. Ninguém morreu nessa reunião. Mas resolvemos a treta com a camarilla, os caras botaram o Renano contra a parede e o cara mijou pra trás. Soube que ele fugiu lá pro norte tremendo e se cagando todo! Um novo príncipe das camarilla com um nominho meigo de coxinha chutou o cu dos outros dois e dominou a porra toda, pagou um pau pra nós e largou do nosso pé. É nessa que a gente tá no momento!

O Retorno de Serafim e a velha Guarda Por Oliva Oliveira

Muitos não concordarão com o que escreverei aqui, mas essa é minha opinião. Todos têm seus ideais, suas filosofias, seus pontos, seus focos. Esse é o meu. Deixo aberto um convite, quem quiser debater civilizadamente ou não, sobre o que escreverei, apareça no Galpão que a gente se acerta...

Bom, me pediram um resumo do que está pegando com a cidade e é isso que vou fazer, vou começar a falar sobre o suspeito sumiço de um pessoal. Tinha essa fábrica de satã na Zona Vermelha, alguns dos nossos na época foram lá resolver a parada. Algo com um espírito corrompido que se alimentava dos casqueiros, negócio pesado mesmo. Coisa do demônio que na minha humilde e correta opinião devia ser explodido, mas os caras quiseram exorcizar a fábrica... Enfim, sei lá o que fizeram, mas depois disso a cidade inteira foi para o fundo do poço.

Primeiro porque depois disso, todo mundo que tava de alguma forma envolvido com essa coisa sumiu, foi varrido do mapa. Ou seja, uns 12 membros do movimento de americana simplesmente desapareceram do nada. Não sei explicar, puff, assim!

Na mesma semana, não sei de que poço infernal eles saíram, a Velha Guarda apareceu do nada na cidade. Não quero acusar ninguém mas é muita coincidência 12 anarquistas sumirem e 12 anarquistas dos mais profanos que já existiram reaparecerem. Na minha humilde e correta opinião, os caras trocaram de lugar de alguma forma.

Serafim e seus filhos não chegaram metendo o pé na porta, pelo que soube os caras foram discretos. Se informaram do que perderam nesses dez anos que ficaram fora do poder. Fizeram novas amizades. Novas promessas. Um bando de novatos, igual da primeira vez, se bandearam para o lado deles. Não tenho vergonha de dizer que mais da metade dos meus garotos também caíram no conto desse vigário de merda!

A Velha Guarda então se infiltrou na prefeitura corrupta e falida. De lá foi um pulo cortar a verba de funcionários públicos, atrasar salários da polícia, sucatear ainda mais a saúde e todas essas paradas. Em menos de 20 dias Americana decretava falência administrativa. Greves explodiram. Violência. A mídia foi silenciada literalmente. Milícias foram formadas, o crime estava livre para abrir suas asas na cidade do pecado...

Foi quando finalmente me toquei do que tava acontecendo. Juntei meus garotos e organizei uma reação: Fomos atrás de todos os chefes do crime da cidade, passamos todos eles, mesmo os que estavam presos não escaparam das nossas mãos. Alguns presos fugiram no processo mas valeu a pena. A influência que o Serafim tinha nas ruas morreu com a escória. A gente conseguiu pegar uns políticos sujos também, dois juízes e uns par de policial...

Mas a Oliva é radical demais! Vocês tem de deixar se serem cordeirinhos esperando o abate, a cidade está uma porcaria. Se tu acredita no estado livre, se acredita que a gente pode fazer dessa região um lugar melhor, seguro para vivermos com nossa filosofia, abrigando os que mais necessitam, façam alguma coisa!

Americana, um puteiro do caralho Por Hiroshima

Seguinte seus merda, do jeito que tá fica foda de morar nessa porra de cidade. Tá pior que o caralho do Rio de Janeiro! A gente é uma cidade que fica no cu do interior do estado e mesmo assim, a gente tá pior que um desses país ai das arabias!

Dum lado tem a putona sem noção da Azeitona, matando nego a torto e direito, falando que é para o bem da cidade. Do outro tem esse bostinha do Serafim e sua velha guarda de cagadores de regras se chamano de barão de americana e fodendo a prefeitura. Não que eu seja fã de governo, nem de crime, mas porra mano, até eu sei que é loucura o que esses dois tão fazendo! Tem gente inocente morrendo no fogo cruzado, porra velho, esses dias eu vi um moleque de menos de 8 anos, gordinho, mó cara de bobão pregando os dente em um pivetinho! Cê acredita? Quem transforma uma criança em vampiro?

Souberam que algum retardado botou fogo na prefeitura? Abriram um buraco do tamanho do cu de um dinossauro no meio da avenida da amizade, bagulho fundo por bosta! O trânsito teve de desviar pro lado das fábrica...Sério velho, não sei como não baixou a tal Guarda nacional aqui ainda!

Bão, com essa puta putaria do caralho acontecendo, não fiquei espantado quando os caçadores da inquisição baixaram na cidade. Os cara já chegaram chegando, dedo na cara e pé na porta! Bagulho de responsa, cheio dos equipamento caro tipo aqueles filme lá do gringos. O bagulho foi tão loco que os mais espertos se esconderam e os mais pau na zorba rodaram! Até a Azeitona e o Serafim tiveram o bom senso de ficarem na moita... Uma prostituta amiga minha me contou que os cara da inquisição acham que o trampo deles acabou e parecem que tão arrumando seus bagulho para voltar pra seja lá da onde ele vieram! Então pode escrever ai maluco, a putaria voltará com tudo assim que esse povo arredar o pé da cidade!


OOC:

Direção Estado Livre Americana

Cidade de Americana, SP, Brasil

anark-IeC-dir@googlegroups.com

Pages in category "Barony:Americana, Brazil"

The following 3 pages are in this category, out of 3 total.

Personal tools
Namespaces
Variants
Actions
Navigation
Clans
Anarch Things
Non-Anarchs & NPCs
Toolbox
googletranslator